top of page

 

 

 

Nathália Fragoso atua com composição, interpretação e improvisação.


- Bacharel em Composição (2008-2012 - Escola de Música UFMG)
- Mestre em Música, área Processos Analíticos e Criativos (2013-2015 - Escola de Música UFMG)
- Doutora em Música, área Processos Analíticos e Criativos (2018 - 2023 Escola de Música UFMG)

 

Já teve seu trabalho apresentado em diversos concertos, residências e festivais pelo Brasil (Belo Horizonte - MG, Mariana - MG, Juiz de Fora - MG, Goiânia - GO, João Pessoa - PA, Porto Alegre - RS, Salvador - BA, Pernambuco – PE ) e em Cuba (Havana e Holgin) e na Argentina (Buenos Aires e Mendoza).

Em 2016, participou com compositora convidada Série Sesc Partituras, onde estreou duas peças e passou a integrar o catálogo nacional de compositores do Sesc. Em outubro de 2017 participou como compositora convidada na Mostra Leão do Norte, em Caruaru - PE onde teve peças estreadas pelo grupo de Percussão Laptop (PE).

Em 2022, participou juntamente com a compositora e improvisadora Patrícia Bizzotto da série de música de ruído Praça 6 e da Mostra Cine Improvisado: Musica das Luzes juntamente com Patrícia Bizzotto e Shari Simpson.

Em 2021, participou do Projeto Moi_Espace Public, da compositora Thais Montanari com um vídeo lançado em junho de 2021 com o apoio da ACWC - Association of Canadian Women Composers.

Em 2020, participou da mesa redonda Conhecendo Compositoras Brasileiras juntamente com renomadas compositoras da música brasileira: Catarina Domenici, Jocy de Oliveira, Marisa Rezende, Silvia de Lucca, Sônia Ray e Valéria Bonafé, dentro da programação do festival de música online EnconTRA realizado pelo Coletivo Tranças (SP). Ainda em 2020, participou como intérprete na peça audiovisual Brain Wash, Brain Dead da compositora Thais Montanari. Criou a trilha sonora para os projetos Ophelia, a Louca (2020) e Ophelia, a Histéria (2021), ambos idealizados pela soprano NiveaFreitas.

Atuou como coordenadora (2018 e 2019), juntamente com Matthias Koole e Professor Fernando Rocha do GILU (Grupo de Improvisação Livre da UFMG), grupo formado por alunos de Escola de Música da UFMG.

Integrou o projeto 4:44 (2018-2019), com as artistas Marina Cyrino, Thais Montanari e Patricia Bizzotto, quarteto dedicado à música experimental e à improvisação. 4:44 foi atração no VAC 2018.

Fez parte (2011 a 2015) do grupo de compositores Derivasons, onde atuava como compositora, intérprete e produtora. Em 2014, lançou com um CD com o grupo através da Lei Municipal de Incentivo a Cultura. Atuou como produtora na Série de Concertos Prata da Casa da UFMG em 2012 e no II FIM (Festival Internacional de Música de Belo Horizonte) em 2014.

Atualmente trabalha com o Imaginários Sonoros, grupo artístico formado por discentes, docentes e pesquisadores ligados ao Grupo de Pesquisa LaPIS - Laboratório de Performance com Sistemas Interativos, da Escola de Música da UFMG, e à Escola de Belas Artes da UFMG. Atua com pesquisadora no Programa de Pós-Graduação na Escola de Música da UFMG e desde 2019 é sócio-fundadora da Casa Híbrido (@casahibrido), casa colaborativa voltada a cultura.

bottom of page